Artigos

Melhor na poupança do que pagando juros…

Sending
User Review
0 (0 votes)

Recentemente recebi uma pergunta aqui no blog que me despertou para a importância de compartilhar algo contigo.

A pergunta foi a respeito de melhores investimentos para quantias pequenas, visto que a poupança rende muito pouco.

Neste artigo eu queria compartilhar algumas questões sobre essa simples pergunta que podem fazer a diferença no seu bolso

Não se engane quanto ao rendimento

A primeira questão que eu gostaria de esclarecer é quanto ao real rendimento da nossa poupança.

No Brasil, o que chamamos de poupança é um investimento acessível às massas que tem um rendimento regulado.

Ao investir na poupança, sabemos que o dinheiro irá render 6% ao ano, mais o valor da TR.

Desprezando-se o valor da TR, que costuma ser baixo e não fazer muita diferença, a poupança parece um mau negócio.

Porém, em situações de inflação baixa, como o cenário atual de quando escrevo este artigo, este investimento faz sentido.

Digo isso porque o primeiro objetivo de um investimento é proteger o dinheiro contra a inflação.

E se a inflação do país está abaixo de 6% ao ano, a poupança se torna um investimento, pois ela retorna mais do que o seu dinheiro, corrigido pela inflação.

Ou seja, ao depositar na poupança, o seu dinheiro aumenta, ao invés de diminuir, como o dinheiro depositado no FGTS por exemplo.

Outra questão importante é que em países mais desenvolvidos, com juros menores do que no Brasil, dificilmente se consegue um investimento que renda 6% ao ano.

Portanto, a nossa poupança não rende tão pouco quanto nós pensamos que ela renda.

A questão é que os juros cobrados pelas nossas dívidas é que costumam ser altos demais, nos levando à percepção de que não vale a pena “emprestar” dinheiro para os bancos, já que eles nos pagam tão pouco, em relação ao que nos cobram.

Sua mente quer economizar

Outra questão importante a se falar sobre essa percepção de que a poupança e demais investimentos no país rendem pouco é a questão emocional.

A nossa mente quer que economizemos, mas não é de dinheiro que estamos falando e sim de energia.

A nossa mente irracional, comumente chamada de subconsciente, tem como finalidade principais a nossa sobrevivência e a sobrevivência da nossa espécie.

Ela evoluiu ao longo de bilhões de anos apenas para preservar a nossa vida e a possibilidade de procriarmos, ou cuidarmos das nossas crias.

Qualquer coisa que gaste energia, que não seja necessariamente um dessas 2 coisa, é desperdício para ela.

Então, quando começamos a pensar em juntar dinheiro, para daqui alguns anos conseguirmos condições de vida melhores, ela começa a nos fazer acreditar que o trabalho não vai compensar.

E a forma mais comum dela fazer isso é chamar a nossa atenção para os fatos que corroboram com essa ideia.

Ou seja, ela usa o fato da poupança render pouco, para nos dissuadir de gastar energia para juntar dinheiro para o futuro.

Dessa forma nossa mente acha que está nos ajudando a poupar energia, mas está justamente nos atrapalhando financeiramente.

É preciso ficar atento quanto a essas ideias espontâneas que surgem na nossa mente, para nos impedir de fazer algo que será “trabalhoso”.

Em vias de regra, é a nossa mente subconsciente tentando nos fazer economizar energia e nos atrapalhando de alcançar nossos sonhos.

Seus hábitos são mais importantes

Uma das minhas especialidades são os hábitos.

Eles nos levam a grandes problemas, quando não estamos conscientes de sua existência.

Ou podem nos ajudar a realizar coisas incríveis.

Se você deseja fazer algo difícil, como começar a juntar dinheiro, certamente precisará entender sobre seus hábitos e como usá-los a seu favor.

E principalmente, precisará entender os maus hábitos que você tem hoje, que impedem você de ter o que você deseja.

E os bons hábitos que você ainda não tem, que poderiam te ajudar a alcançar os seus sonhos com muito pouco esforço consciente.

Dentre os maus hábitos financeiros que costumo destacar, o uso do crédito é, na minha opinião o pior de todos.

Já entre os bons hábitos que a maioria das pessoas não tem, a formação de reserva financeira, é de longe o mais importante na minha opinião.

Se você quiser mais informações sobre estes hábitos, suas origens e como eles afetam à sua vida financeira agora e afetarão o seu futuro, clique no link abaixo e se inscreva para baixar meu eBook gratuito “Como parar de dever e se tornar uma pessoa próspera”.

>> Clique Aqui para obter Descontos de até 92% para pagamento das Suas Dívidas <<

Nele eu explico com mais detalhes, o que me levou à formar uma dívida impagável, mesmo com aumentos constantes de renda.

Explico também porque não conseguimos formar reserva financeira e como reverter isso.

Mostro um método para eliminar dívidas e criar reserva financeira, que eu chamo no livro de “Poupança da Riqueza”.

Se você tem dívidas e não possui reserva financeira, ou tem dificuldade para guardar dinheiro, recomendo que baixe e leia este eBook.

Deixe o seu comentário abaixo me dizendo o que achou desse artigo e se eu devo produzir mais conteúdos como este aqui no meu blog, ok?

Até a próxima…

0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Desenvolvido por Grandes Conquistas