Youtube

Como evitar renegociar dívidas quando falta dinheiro?

Sending
User Review
5 (1 vote)

Se você acompanha as minhas publicações já sabe que negociar suas dívidas é o caminho perfeito para fazê-las crescer descontroladamente, não é mesmo?

Agora, o que fazer então quando falta dinheiro para pagar as contas ou comprar o básico?

Eu ouço muito essa pergunta e confesso que ela já me incomodou muito ao longo da minha vida.

Meu maior erro

A única resposta que eu tinha era renegociar as minhas dívidas, liberando parte do meu crédito para pagar ou comprar o que eu precisava.

Mas acontece que, ao fazer isso eu multiplicava instantaneamente aquela dívida.

E foi isso no final das contas que me fez perder o controle sobre as minhas dívidas.

É por isso também que eu recomendo fortemente que não se renegocie dívidas.

Como consertar isso?

Mas afinal, o que fazer então para sair dessa situação?

E para explicar essa questão eu vou precisar te contar uma coisa que aconteceu comigo.

Em dado momento eu fiquei sem fonte de renda e não consegui mais pagar as dívidas que eu havia contraído.

Ao acontecer isso eu fui perdendo gradativamente o crédito que me restava.

E ao me ver totalmente sem renda e sem crédito, eu me vi em uma situação onde precisava mudar algo.

Eu ainda não sabia o que era, mas eu já sabia não conseguiria continuar vivendo, se não mudasse alguma coisa.

Éramos apenas eu, minha esposa e minha filha de 2 aninhos.

Eu simplesmente não podia deixá-las passar por necessidade e por isso me impus o desafio de resolver aquele problema, fosse como fosse.

Então eu comecei a buscar fontes rápidas de recursos.

Comecei a oferecer serviços pela internet, buscar produtos para vender, analisar na minha vida do que eu poderia me desfazer para gerar dinheiro.

Sem saber eu estava reprogramando a minha mente para uma nova forma de funcionamento.

Uma forma que me possibilitaria, pouco tempo depois, compartilhar com as pessoas os meios para elas se libertarem das dívidas.

A mudança de mentalidade

A forma antiga da minha mente funcionar era a seguinte: quando surgia um problema qualquer eu lançava mão do crédito para resolver o mais rápido possível, sem medir claramente as consequências dessa ação para o meu futuro financeiro.

Se o carro quebrasse, eu parava no mecânico e consertava imediatamente, sem pensar se havia ou não dinheiro para isso.

Eu tinha crédito e isso era o bastante.

Se desse defeito em algum eletrodoméstico, ou eu comprava outro ou mandava consertar, independentemente da possibilidade financeira para tal ou até da necessidade daquilo funcionando.

Eu nunca fui muito de comprar coisas por prazer, por isso eu acreditava que nunca perderia o controle sobre o meu endividamento.

Mas na verdade, eu tinha uma mente programada para criar dívidas cada vez maiores.

Quando a situação apertava, eu lançava mão da negociação, que fazia a minha dívida total se multiplicar instantaneamente.

Embora as prestações ficassem mais suaves de se pagar.

E assim, em dado momento, após anos de descuido com o meu dinheiro e uso do crédito, eu formei uma dívida impagável, para os meus padrões.

Tarde demais?

Tudo aconteceu sem que eu me desse conta, até que fosse tarde demais.

Até que eu perdesse a minha única fonte de renda e atravessasse a fase mais desafiadora da minha vida.

Quando tudo isso aconteceu, eu não tinha ideia de que toda essa situação fora causada pela minha programação mental a respeito de dinheiro.

Programação essa que eu passei a denominar como Mentalidade Devedora, pois ela havia me levado a formar uma dívida gigante.

Mas de certa forma, passar por essa situação limite foi muito importante e positivo para a minha vida.

Isso porque, no momento em que eu perdi a minha renda, perdi o meu crédito e ainda tinha minha esposa e filha pequena para sustentar.

Eu finalmente comecei a reprogramar a minha Mentalidade Devedora, para uma Mentalidade Credora.

E o que eu chamo de Mentalidade Credora?

Mentalidade Credora foi o nome que eu dei para a forma como a minha mente teria que agir, para me tirar da situação de devedor.

Eu estudei dezenas de livros, cursos, workshops, palestras sobre prosperidade.

E entendi que havia sim uma grande diferença entre a minha mentalidade e a mentalidade das pessoas ricas e prósperas.

Foi mirando nessa nova forma de pensar, nessa nova mentalidade que eu pude superar os desafios que eu estava enfrentando naquela época.

E parte fundamental para isso foi mudar o foco da minha atenção.

Antes dessa mudança, quando eu enfrentava um problema, o meu foco era me libertar daquele problema, custasse o que custasse.

Depois de entender que esse comportamento havia me levado à falência pessoal, eu precisei mudar o foco da minha atenção.

Ações práticas

Eu comecei a me determinar a encontrar alternativas, soluções, ao invés de agir por impulso, ao invés de reagir ao que estava me incomodando.

É um estado de presença, que precisa ser treinado, praticado consistentemente.

Para que possamos sair do automático que nos cria dívidas (Mentalidade Devedora), para o estado de presença que nos faz criar prosperidade (Mentalidade Credora).

Mas como fazer essa mudança?

Eu entendo que possa soar estranho eu falando de prosperidade contigo, enquanto você busca formas de simplesmente se manter.

Mas cabe aqui te passar uma importante informação: só existem 2 estados possíveis para as suas finanças, ou você está empobrecendo, se endividando, ou você está enriquecendo, prosperando.

Empobrecer ou enriquecer?

O grande problema da Mentalidade Devedora é que ela é voltada para o imediato, para sanar os problemas de agora, com o menor custo em termos de tempo e esforço.

O custo se manifesta então em termos financeiros e de forma muito negativa, através das dívidas crescentes.

Enquanto isso, a Mentalidade Credora é a situação onde você compreende que precisa prosperar e enriquecer, para se libertar das dívidas.

Nada de pensar que você só precisa do suficiente para viver e ter um pouco de conforto, pois esse pensamento faz parte de uma Mentalidade Devedora.

Para mudar os seus resultados financeiros, é fundamental que você mude a sua mentalidade financeira.

Nova mentalidade

As duas opções que existem, até onde eu sei, são a mentalidade de pobreza e escassez (Mentalidade Devedora).

E a mentalidade de riqueza e abundância (Mentalidade Credora).

Uma mente programada para uma Mentalidade Credora, pensa em soluções, várias soluções para o mesmo problema.

E decide com calma e clareza, qual das soluções é a mais inteligente, barata, ideal para impactar o mínimo possível nas finanças e se possível, aproveitável para gerar renda, ao invés de gastar dinheiro.

Vou citar um exemplo prático do que eu estou falando.

Faz cerca de 10 anos que minha sogra apresentou problemas graves de saúde.

Dada a idade avançada e baixa renda, ela não tinha condições de ter um plano de saúde.

Durante muito tempo, pensamos em formas diferentes para que ela tivesse acesso à saúde, com um custo possível de ser assimilado.

Depois de algumas semanas pensando nessa questão, minha esposa conseguiu encontrar um caminho para dar um excelente tratamento para a sua mãe.

Ela conseguiu indicação para um hospital público de referência para o caso dela.

Isso deu muito trabalho, pois foram várias idas e vindas, burocracia, atrasos, etc..

Mas no final das contas, a minha sogra teve acesso a um tratamento caríssimo.

Tratamento que não teríamos condições de disponibilizar para ela, se ela fosse atendida em clínicas particulares.

Mais barato e melhor?

Esse caso mostra claramente que nem sempre o mais caro é melhor.

Nem sempre a solução mais rápida é a melhor.

Nem sempre o melhor a fazer é resolver rapidamente a questão.

E para mim mostrou que, se eu tivesse cuidado desse assunto no lugar da minha esposa.

Minha sogra teria sobrevivido muito menos do que ela viveu, sem o atendimento diferenciado que ela teve.

Esse artigo ficaria muito extenso eu abordasse aqui todos os pontos necessários para uma mudança de mentalidade.

Mas o primeiro, na minha opinião, é entender que existem infinitas possibilidades para resolver qualquer questão.

Infinitas possibilidades

Para que possamos encontrar as melhores possibilidades de solução, precisamos nos programar para trabalhar na busca por soluções.

Ao invés de reagir imediatamente ao que nos acontece.

Se você está sem dinheiro por exemplo, não pense em como obter mais crédito, em como renegociar as suas dívidas, pegar novos empréstimos.

Isso é impor limites para a sua mente e reforçar a programação de Mentalidade Devedora.

Pense em, de que formas você poderia ganhar mais dinheiro, fazer mais dinheiro, se aproveitar da dificuldade que você está vivenciando como uma oportunidade de mudança.

Um bom exercício para isso é pegar um caderno, numerar 50 linhas e escrever 50 possíveis soluções de como ganhar mais dinheiro, como solucionar o seu problema de forma criativa e positiva.

Soluções íntegras, que estejam em acordo com o seu sistema de crenças e valores, tal como: honestidade, integridade, família, etc..

Coloque a sua mente para pensar em soluções e ela fará um excelente trabalho para te ajudar.

Não deixe a oportunidade passar!

Se você pular essa etapa, a sua mente voltará a agir no automático, formando cada vez mais dívidas e acabando com a sua prosperidade e paz.

Não se permita mais reforçar a sua programação devedora.

Comprometa-se em formar a partir de hoje uma mente credora, focada na prosperidade, no crescimento, na abundância.

Ao fazer isso você estará reprogramando a sua mente para parar de formar dívidas.

E isso te levará a formar prosperidade para a sua vida.

Eu espero que este artigo te traga algumas descobertas e possibilite que você encontre soluções para os seus problemas financeiros imediatos.

Se você quiser aprender como acabar com as suas dívidas, conheça os ebooks que eu escrevi sobre esse tema.

Clicando no link abaixo você pode se cadastrar para receber gratuitamente um ebook introdutório e acessar a oportunidade de adquirir o meu livro Mentalidade Credora.

Neste livro eu explico como acabar com as dívidas, obtendo descontos de até 92% para pagamento delas, sem negociar com seus credores, nem antecipar pagamentos de nenhuma espécie.

>> Clique Aqui para obter Descontos de até 92% para pagamento das Suas Dívidas << 

Assine também o meu canal do Youtube e mantenha-se em dia com as minhas publicações sobre como acabar com o endividamento.

>> Clique aqui para se inscrever no meu canal do Youtube <<

E se você achou que este conteúdo te ajudou de alguma forma, compartilhe ele com seus amigos.

Me ajude a levar essa mensagem a mais alguém que possa se beneficiar dela.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Desenvolvido por Grandes Conquistas